Sexta-feira, 1 de Dezembro de 2006

Como...

.. / ..

Como se solta um querer que ficou preso no peito?

Como se entrega um sorriso que ficou suspenso?

Como se devolve um beijo que aguarda o momento?

 

Como se soltam, amarras de um navio que já partiu?

Como se contam as ondas que já voltaram ao mar?

Como se vêem as nuvens, que o vento, já soprou?

 

Como se escuta um canto que emudeceu?

Como se apaga um fogo… que não acendeu?

 

 

rabiscado por Lisa às 23:27

link do post | comentar | favorito
|
11 comentários:
De Oceanis a 2 de Dezembro de 2006 às 09:59
Sempre me fazendo ler e reler... Muito bonito, encantadoramente poético

Um beijo

:o)
De minizinha a 2 de Dezembro de 2006 às 16:01
:)

Como se deixa de acartar a lenha, pra essa fogueira?

Como se deixa de querer?

:)

como sempre, deixo-me levar com o que aqui leio, obrigada
beijo
De Carla a 3 de Dezembro de 2006 às 23:04
Há coisas que parecem autênticas impossibilidades... até que... de repente ganham forma e saltam do sonho para o palco da realidade. Como? Com uma grande vontade de ir mais além. E tu tens isso e muito mais. Tu és capaz de atear um fogo só com o olhar :)) Beijo grande, emmicas querida!
De Secreta a 4 de Dezembro de 2006 às 10:40
Como ? Não sei ...
Há perguntas que só com o passar do tempo encontramos respostas.
Beijito
De ferrus a 12 de Dezembro de 2006 às 15:24
Com a alma liberta?

Beijinhos, parceira
De maria a 17 de Dezembro de 2006 às 14:08
ola linda ...nao tenho recebido noticias tuas...espero que esteja tudo bem contigo..
passa no meu cantinho para veres as novidades...espero a tua colaboração ;) jinho
De Sem desafiar a 18 de Dezembro de 2006 às 12:31
Dezembro frio por estes lados, Dezembro quente no teu olhar...

Tua boca sensual, sorrindo ganas de te agarrar..

Tua face vivida por muitos AIS e muitos beijos levar..

Como se escuta um canto que emudeceu?

Colocando a Amizade num selo colado com um beijo teu...

Como se apaga um fogo… que não acendeu?
Fogo interno que queima, mas não arde.. segura na minha mão e caminha, não pelo rio, mas pelo mar.. tarde ou nunca nos vamos encontrar..
Tenho por algo em ti que desejo que sejas feliz...

(Gosto de te desafiar)
De sem discussao a 20 de Dezembro de 2006 às 23:17
Penso que as respostas ás tuas perguntas, estão em ti mesma :) Gostei imenso do poema, coerente e incoerente...que assim seja.
Bj e Feliz Natal :)****
De gaivota da ria a 24 de Dezembro de 2006 às 00:54
Simples: Não se apaga o fogo enquanto não se tiver a certeza de que vale a pena queimar-se e tudo! Estou a brincar mas a realidade é a de que este poema é deveras bonito, algumas perguntas para dificeis respostas.
Venho desejar-te um Natal Feliz e um Bom Ano 2007.
De _estrelinha_ a 24 de Dezembro de 2006 às 13:44
obg e bom natal para ti tb, muitas prendinhas no teu sapatinho...ehehe

Comentar post

.translate


.Caixinhas arrumadas

. Outubro 2013

. Março 2012

. Maio 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

.jardins por onde passeio