Quinta-feira, 10 de Outubro de 2013

Alentejo




Cai a semente na terra, sorve a água,
Brota a Vida!
Rompe a casca, sobe, respira a Luz,
Comedida…

Cresce, comprida e sadia
Vestindo-se de verde esperança
Bamboleando ao vento
Sem passos de dança…

E rodeia-se de irmãs
Na multidão envolvente
Respirando sôfrega
Aquele ar tão quente…

Chegado o estio, amadurece
Cobre o seu corpo de dourado
Sorri e envaidece
Com um suspiro enamorado

Murmura o vento Suão
Num trautear bucólico
Melodias de verão
Em tom melancólico

Casaco de montes
Saia de cerca aramada
Que fazendo pontes
A deixam ladeada

Cresce a planície dourada
Onde o sol se vai mostrando
Leito da semente pousada
Que em seara se foi formando


25-09-2013

rabiscado por Lisa às 01:01

link do post | comentar | favorito
|

.translate


.Caixinhas arrumadas

. Outubro 2013

. Março 2012

. Maio 2011

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

.jardins por onde passeio