Quinta-feira, 14 de Outubro de 2004

Uma vida!!!

images.jpg


.
“Em Dezembro passado a minha avó esteve pela 1ª vez num hospital a fazer um intervenção cirúrgica um bocadinho séria... estava tão fraquinha que teve de ser utilizada a epidural, representava menos riscos.Conversou com o médico durante a cirurgia, como se estivesse a receber alguém em sua casa (segundo o médico que nunca tinha assistido a tal coisa).
Conseguem imaginar um velhinho de 92 anos a visitar a sua companheira de uma vida numa cama do hospital pela 1ª vez?
Ela... com um ar muito envergonhado, de camisa de dormir , não tinha sido ela a pentear-se. Ele...chegando meio aflito mas cheio de alegria por poder olhar-lhe os olhos uma vez mais… baixar-se com timidez e dar-lhe um beijo cheio de ternura naquele rosto cheio de ruguinhas mas que para ele ainda é como o conheceu ainda na meninice.
Momento único!”

Tenho o nome da minha avó e gostava que quando fosse grande não fosse só o nome que tivéssemos em comum…com 1,40 é das mulheres maiores que já conheci !!!

Não poderia deixar passar sem uma palavrinha especial para a minha avó Elisa e o meu avô Cotovia que fizeram na sexta-feira passada (09/10/2004) 70 anos (Setenta) de casados.

Bem Hajam!!! Adoro-vos por tudo o que são!!!
rabiscado por Lisa às 02:39

link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De leitor/a a 20 de Outubro de 2004 às 22:26
Emmita: Em primeiro lugar desejo uma rápida recuperação da tua avózita. Depois quero dizer-te que fiquei enternecida com este teu texto. Só me resta uma avó viva e que no seu tempo foi uma mulher de armas. Também pequenina de tamanho mas enorme na alma. Foi a morte que a separou do homem que mais amou, depois de quase 45 anos de casados. Com o meu outro avô também se passou o mesmo: só a morte o separou do seu grande amor, depois de quase 40 anos de casamento. É bonito ver um casal assim juntinho durante 70 anos. Com vida e com saúde (a tua avó vai recuperar!).
Um beijinho enooooorme para ti!
Patupi
(http://www.100tretas.blogspot.com)
(mailto:patupi@hotmail.com)
De leitor/a a 14 de Outubro de 2004 às 23:48
Felizmente as mulheres não se medem aos palmos...;). Continua a crescer e a fazer crescer os outros. Parabéns aos pombinhos e que continuem a corar como até agora. Precisamos de bons exemplos cada vez mais.Gonçalo
</a>
(mailto:goncalopma@iol.pt)
De leitor/a a 14 de Outubro de 2004 às 11:03
P.S. As sinceras melhoras para a Dona Elisa.ferrus
</a>
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
De leitor/a a 14 de Outubro de 2004 às 11:02
A altura das pessoas nada tem a ver com a grandeza da alma.
A tua, muguinha é do tamanho do mundo, assim como a da tua avó.
Tu não és grande, emmita, és enorme... de coração!
Beijo deste teu amigoferrus
</a>
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
De leitor/a a 14 de Outubro de 2004 às 04:11
Deixaste-me de lágrimas nos olhos... Que bom saber desses amores. Há quem diga que são impossíveis. Eu acredito neles. Sei que não andam por aí em todos os cantos, mas existem :) Beijo grande, emmita linda.Carla
</a>
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

Comentar post