Terça-feira, 15 de Março de 2005

Estarei sempre aqui!



Estou sentada no meu canto, a ouvir as minhas músicas.
Acompanha-me neste momento a Mafalda Veiga,
Gosto do que escreve

Sendo este gosto partilhado com alguém de quem gosto muito
E que muitas vezes já me acompanhou nestes momentos de Mafalda
Apeteceu-me deixar aqui estes versos dela…


O meu Abrigo (Mafalda Veiga)

Olha para mim
deixa voar os sonhos
deixa acalmar a tormenta
senta-te um pouco aí

Olha para mim
fica no meu abrigo
dorme no meu abraço
e conta comigo
que eu estarei aqui

Enquanto anoitece,
enquanto escurece
e os brilhos do mundo
cintilam em nós

Enquanto tu sentes
que se quebrou tudo
eu estarei
sempre que te sentires só

Olha para mim
hoje não há batalhas
hoje não há tristeza
deixa sair o sol

Olha para mim
fica no meu abrigo
perde-te nos teus sonhos
e conta comigo

Enquanto anoitece,
enquanto escurece
e os brilhos do mundo
cintilam em nós

Enquanto tu sentes
que se quebrou tudo
eu estarei sempre
que te sentires só

Enquanto anoitece,
enquanto escurece
e os brilhos do mundo
cintilam em nós

Enquanto tu sentes
que se quebrou tudo
eu estarei sempre
que te sentires só ...

Eu estarei sempre… que te sentires só!!!!
rabiscado por Lisa às 15:21

link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De leitor/a a 5 de Abril de 2005 às 15:47
Claro que vais estar sempre aí! As pessoas lindas, estão sempre "aí" dentro dos nossos corações...:o)). Adoro Mafalda Veiga, é tão serena, tem uma voz tão limpa, e é...alentejana! Canta o nosso alentejo! Beijinhos gordos, emmicas!margarida_rr
</a>
(mailto:rute:rolo@gmail.com)
De leitor/a a 22 de Março de 2005 às 14:31
E o mundo brilha com a presença desta menina chamada emmita :-))) Bjitos, parceira!ferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
De leitor/a a 21 de Março de 2005 às 18:41
o autor só poderia ser o Alexandre O'Neillco
</a>
(mailto:carlmont@mail.pt)
De leitor/a a 21 de Março de 2005 às 18:40
ESTAREI SEMPRE AQUI??????????????????????'

estou onde não devia estar
o destino detem-se e passa
na inesperada hora da felicidade
vivida um poiuco a medo
como os amantes que percorrem as ruas desertas de um jardim
um pouco a medo
o destino demora-se e passa
Estou onde não devia estar
Mas basta
basta
bastaco
</a>
(mailto:carlmont@mail.pt)
De leitor/a a 17 de Março de 2005 às 22:23
Gostei desse poema, embora não goste muito da voz da Mafalda Veiga... (tinha de vir a voz do contra, eu sei...).. Beijinhos, emmita!patupi
</a>
(mailto:skanevasse@faziassecaski.com)
De leitor/a a 16 de Março de 2005 às 19:41
Eu adoro a Mafalda Veiga.:)
Outra grande alentejana (tal como tu).
1 abraçoDali
(http://100dogmas.blogs.sapo.pt/)
(mailto:assdf@asdfr.pt)
De leitor/a a 16 de Março de 2005 às 01:26
Gosto muito das letras dela :) É bom alguém saber que tem outra pessoa sempre por perto. O seu ombro, o sorriso, o olhar doce, o colinho. Nos bons e nos maus momentos. É essa a maravilha da verdadeira amizade. Um beijo muito genuíno para ti, emmita querida.Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)

Comentar post