Segunda-feira, 4 de Abril de 2005

As férias da Páscoa

As férias da Páscoa terminaram, serão mais uma vez momentos que ficarão armazenados na memória das crianças.
A presença dos avós ajudou certamente a que as férias fossem muito mais alegres e diferentes.
Este ano tiveram como actividades novas, a apanha de “espargos” (ingrediente indispensável para um dos mangares favoritos dos alentejanos, “ as migas de espargos”) e a tentativa de comermos o borrego no campo, costume de ser feito na 2ª feira seguinte à Páscoa, mas que este ano não foi possível devido à chuva mais que pedida, ter feito a gracinha de se fazer notar nesse dia e bem!
Voltei aos serões da minha infância, em que nas noites frias se acendia a lareira, com a família reunida à volta da mesa principal, perdida entre conversas, jogatinas, risadas e lavores.
Ver a surpresa dos miúdos ao saberem que muitas aventuras das que fazem, já foram feitos pelos pais e pelos avós, observar o pai e o avô a verem o David a fazer uma fisga (onde se via nitidamente que os braços estavam desfasados de espessura) são momentos que me deixam com aquele sorriso meloso de quem assiste a quem cresce, e ao convívio de algumas gerações juntas.
rabiscado por Lisa às 14:55

link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De leitor/a a 14 de Abril de 2005 às 02:56
Saudades...ó se as tenho :-))) São momentos inolvidáveis e únicos :-) Bjitos, parceira!ferrus
(http://ferrus.blogs.sapo.pt)
(mailto:falcato.joao@clix.pt)
De leitor/a a 4 de Abril de 2005 às 21:09
Momento bonita, emmita. Também eu me admirei muito com as traquinices dos meus mais velhos. E eram bem mais traquinas do que eu.Dali
</a>
(mailto:asdf@ertyu.pt)

Comentar post